Saturday, September 24, 2005

O Pico do Petróleo já se sente nos países pobres

O Pico do Petróleo já atinge os países pobres do chamado terceiro mundo com toda a força. Aqui estão alguns exemplos tirados de um artigo do jornal local norte-americano Falls Church News (que vinha na newsletter de setembro da ASPO no. 593), ao qual acrescentei outro exemplo fresco da pressão da subida do preço do petróleo sobre as economias mais frágeis, recém chegado da Jordânia.

• O mês passado a BBC relatou que dezenas de manifestantes foram mortos por todo o Yemen quando o governo retirou os subsídios de combustível resultando em aumentos de preço dramáticos (fonte: Aljazeera.net).
• Por toda a Indonésia há pessoas a esperar em linha nas bombas de gasolina em reacção à crescente escassez de combustível. Numa cidade, metade do transporte público estava inoperante devido à falta de combustível.
• No Zimbabué, o governo passou a desregular a aquisição de combustível num cenário de escassez severa: esperas de horas por autocarros, filas para as bombas de gasolina que ocupam quarteirões, e uma escassez de pão. O preço da gasolina no mercado negro é agora 10 vezes o preço oficial.
• Quase todos os países pobres produzem a sua electricidade em geradores a gásóleo.
A Nicarágua, um dos países mais pobres da América Central, recentemente começou a ter blackouts nos distritos pobres das 19 às 22 horas, as horas de utilização máxima.
• A Tanzania, com os impostos sobre a gasolina mais elevados da parte oriental de África e um sistema de mercado de petróleo caótico, está a ver os seus planos para o "crescimento" económico "sufocados" pelo petróleo caro. A Tanzania também providencia combustível para os estados isolados do Malawi, Ruanda, Congo Leste, Burundi e Uganda.
• Na Jordânia foram subidos os preços da gasolina subsidiada e outros combustíveis numa iniciativa governamental que arrisca causar agitação política e popular. Os aumentos em diversos produtos petrolíferos vão de 5 a 29% (fonte: Aljazeera.net).

[update 30 de setembro]

• Aumento de preços de combustível em flecha na Indonésia (um recente ex-membro da OPEP) e consequente crise social, com manifestações e motins nas ruas (fonte: Aljazeera.net)

[update 6 de outubro]

• A crise energética agrava-se na Nicarágua e os Estados Unidos parecem perder controlo da sua colónia política. (fonte: Diário Vermelho)

Fontes:
Falls Church News
ASPO Ireland
Aljazeera.net

-------------------------------------------------------------

4 Comments:

Blogger Mary Morgan said...

This comment has been removed by a blog administrator.

1:09 PM  
Blogger DMS said...

This comment has been removed by a blog administrator.

10:56 AM  
Blogger Rainbows End said...

This comment has been removed by a blog administrator.

11:13 AM  
Blogger Scott said...

This comment has been removed by a blog administrator.

11:18 AM  

Post a Comment

<< Home

Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet
Site Ring from Bravenet